COMO FUNCIONAM AS CARTEIRAS CRIPTO E O SEUS DIFERENTES NÍVEIS DE SEGURANÇA

COMO FUNCIONAM AS CARTEIRAS CRIPTO E O SEUS DIFERENTES NÍVEIS DE SEGURANÇA

Aspectos de segurança que você deve observar para que os seus Bitcoins ou mesmo as suas outras cripto moedas continuem sendo suas. Neste artigo pretendemos ajudá-lo a proteger os seus investimento em cripto, vamos explicar os seguintes tópicos:

O que é uma carteira cripto e as suas classificações
As diferenças entre chave pública e chave privada
Estratégia para escolher a melhor carteira conforme a sua necessidade
Como funcionam as carteiras multi assinatura ou multisig
O QUE É UMA CARTEIRA CRIPTO E AS SUAS CLASSIFICAÇÕES
Você provavelmente já deve ter lido, ou mesmo escutado o termo “carteira de Bitcoin” ou “carteira cripto”, pois bem, diferente do conceito de carteira onde colocamos o dinheiro tradicional e carregamos no nosso bolso, você jamais leva, por exemplo, um Bitcoin ou qualquer outra cripto moeda junto com você.

Uma carteira cripto é na verdade a combinação entre dois itens: Chave privada e Chave pública. Para facilitar o entendimento destes termos vamos fazer algumas analogias, pense no seguinte cenário, você não leva o saldo que possui no banco junto na sua carteira nem no seu celular correto? O que você carrega com você são os dados da sua conta bancária e a sua senha, a qual permite que você efetue transações de débito, como pagamentos, transferências, etc…

O QUE É A CHAVE PÚBLICA?
A chave pública funciona como se fosse PARTE dos dados da sua conta bancária: banco, agência e número da conta. Não existe problema algum em divulgar estes dados, na verdade é exatamente o que fizemos quando estamos esperando por um depósito ou uma transferência, e é exatamente a sua chave pública que você vai compartilhar quando desejar receber transações que creditem na sua conta. Pense na chave pública como um endereço onde o destino é você.

O QUE É A CHAVE PRIVADA?
Atenção a chave privada representa TODOS os dados da sua conta bancária juntos mais a sua senha. Na época em que não existia token no celular nem token físico, a sua única arma de defesa para proteger o seu saldo era guardar a sua senha de forma segura. Diferente da sua senha do banco que no caso de perda você pode facilmente ligar para o banco e solicitar um novo cartão e uma nova senha, as carteiras cripto não funcionam assim, não existe banco, você é o seu banco, você é o seu gerente, portanto caso você perca a sua chave privada (sua senha) não existe pra onde ligar, o que significa que todo o seu saldo ficará lá perdido para sempre. Portanto é de extra importância que você proteja com todo cuidado possível a sua chave privada.

Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades
– Stan Lee (Tio Ben) * 1922
DIFERENÇAS ENTRE CHAVE PRIVADA E CHAVE PÚBLICA
Em resumo, a chave pública é o endereço que você compartilha com os outros para receber créditos e é onde seu saldo está na blockchain. A chave privada é o que permite você assinar transações e a realizar débitos na sua conta. Se você deseja se aprofundar mais tecnicamente, esse conceito é chamado de criptografia assimétrica, uma classe de protocolos de criptografia baseados em algoritmos os quais requerem duas chaves, uma delas é secreta (privada) e a outra é pública.

Portanto tome muito cuidado no momento em que você for criar a sua conta cripto, este é um momento bem delicado. Alguns fatores que você deve considerar e coisas que você deve saber que vão ajudar a aumentar a sua proteção:

Você está em um ambiente seguro?
Você conhece ou já ouviu falar desse site ou aplicativo?
Seu computador está livre de vírus, malwares, keyloggers, etc..?
Estou em uma conexão segura?
Este hardwallet(equipamento dedicado para criptos) já foi comprometido alguma vez?
Qual a ferramenta mais usada e estável até agora?
Não mantenha todo seu saldo em uma única conta.
Mais importante que criar uma conta é proteger sua chave privada.
Como funcionam as carteiras cripto e o seus diferentes níveis de segurança
Se você não tem a chave privada, os bitcoins não são seus seus. Se você tem a chave privada, os bitcoins são seus.
– Andreas Antonopoulos
Essa frase foi declarada pelo Andreas Antonopoulos e representa a importância de manter de forma segura a sua chave privada, isso nos leva a segunda parte deste artigo.

CORRETORAS DE CRIPTO MOEDAS
Quando você abre uma conta em uma corretora cripto, qualquer que seja, você não possui a chave privada das contas cripto que a corretora está criando para você, portando você não possui a posse dos seus saldos, quem possui é a corretora. Neste cenário você está confiando nesta corretora para guardar os seus saldos cripto, assim como você faz com o seu banco para guardar o seu dinheiro. Você não possui poder nem controle sobre os fundos, para toda movimentação que você desejar você terá que efetuar uma solicitação para a corretora para que esta efetue a transação por você. Lembre que a atividade final da corretora é comprar e vender (efetuar trading) e não ser o seu banco. Há diversos casos na história de corretoras que apresentaram problemas, foram hackeadas, quebraram, etc… Na maiorida destes casos os clientes destas corretoras perderam parte ou mesmo todos os seus investimentos. Sempre pesquise bem antes de escolher uma corretora, seu volume de transações, seu histórico, se o país onde a corretora está operando reconhece as operações de cripto, investigue bem a corretora antes de transferir qualquer montante. Existem várias corretoras com excelente reputação no mercado e se você deseja efetuar trading, usar uma corretora é uma das formas mais fácil.

ESTRATÉGIA PARA ESCOLHAR O TIPO DE CARTEIRA
O primeiro passo é entender a diferença entre as carteiras (par de chaves) geradas de forma fria (offline) e de forma quente (online). As carteiras geradas de forma online são mais vulneráveis a ataques e em termos de segurança podem ser mais facilmente comprometidas (hackeadas). Diversifique na sua estratégia de proteção de acordo com a sua movimentação e com os seus objetivos. Para os ativos que você não pretende movimentar tão cedo use as carteiras mais seguras, crie várias e vá dividindo o risco de perder uma chave e perder tudo. Agora se você pretende sair por aí pagando todo tipo de coisa com os seus ativos cripto (dia-a-dia), transfira o montante que achar necessário para as carteiras menos segura de forma consciente, assim você limita o quanto pode ser alvo de um ataque ou mesmo em caso de perda. Outro fator importante que não poderíamos deixar de falar aqui é realize o backup das suas carteiras e guarde este backup de forma segura.

Como funcionam as carteiras cripto e o seus diferentes níveis de segurança
CARTEIRAS MULTI ASSINATURA OU MULTSIGN
Algumas cripto moedas permitem a criação de carteiras multi assinatura, o que exige mais de uma chave privada (combinação de ao menos duas) para assinar (permitir) uma transação.

Uma das configurações comuns é utilizar a regra “2 chaves privadas entre 3 disponíveis”, neste caso se uma das chaves for roubada, ainda assim não será possível roubar os fundos que estão guardados naquele endereço (chave pública). Você pode criar carteiras multi assinaturas utilizando diferentes estratégias:

Pessoas diferentes: cada uma mantém uma das chaves privadas
Dispositivos diferentes: hardwallet + aplicativo + computador
Locais diferentes: cada chave armazenada em locais distintos
Esta é uma estratégia que aumenta a sua segurança e ajuda a te proteger em caso de perder uma das chaves. As cripto moedas propõem uma liberdade para os usuários e a desintermediação das transações, essa liberdade vem acompanhada de muita responsabilidade. Tome cuidado.

Deixe uma resposta

Related Posts

Enter your keyword